quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Atividades para creche


As férias já estão acabando para a creche e já está na hora de pensarmos nas nossas atividades...Achei umas atividades bem interessantes e vou publicar aqui...

Objectivos em Creche

  • A creche organiza atividades adequadas ao bom desenvolvimento da
    criança nesta faixa etária, das quais apresentamos alguns exemplos
    e as respectivas finalidades:

  • Canções
    – Memorização, linguagem, ritmo, gosto pela música, disciplina;

  • Lenga-lengas
    – Exploração dos sons e ritmos, expressão através da linguagem
    oral, gestual e corporal

  • Pintura com dedo, mãos e pés – Exploração de diferentes materiais,
    cores, formas e texturas, controlo da motricidade, gosto estético

  • Jogos – Compreensão de regras, socialização

  • Modelagem
    – Controlo da motricidade, capacidade de exploração

  • Rasgagem e colagem – Motricidade, autonomia, iniciativa

  • Histórias – Descoberta de si e do outro, linguagem verbal e não verbal,
    imaginação

  • Fantoches – Concentração, visualização

  • Brincadeira livre e orientada – Socialização autonomia, liberdade de escolha

    Atividades em Creche
  • Os bebés e as crianças pequenas estão sempre dependentes do contacto
    humano, de se lhes falar, da atenção que lhes dá e da ternura com
    que recebem.

  • Os amplos processos de aprendizagens que se realizam nesta fase da
    vida, só podem ser accionados no calor seguro de uma relação
    harmoniosa entre pais, educadoras e crianças.

Por isso é muito importante:

  • Habituação ao contacto e necessidades de contacto através da proximidade
    corporal, carícias sempre repetidas de olhar para ela, conversar
    com ela, bem como a sua integração no mundo das coisas.

  • Educação da audição e da atenção através de sons barulhentos (vozes,
    campainhas, pandeiretas, etc.) que mais tarde virão em direcções
    diferentes, com alturas e sequências de sons diferentes.
    Estimulação da própria produção de ruídos (bater palmas, sons
    de roca, etc.)

  • Educação da visão e da atenção através de estímulos luminosos e em
    movimento, através de objectos com formas simples e cores nítidas
    (bolas, rocas, etc.), para isso é conveniente limitarmo-nos a
    poucos objectos que mostraremos muitas vezes. Mais tarde poderemos
    acrescentar outros objectos mais pequenos, bem como imagens simples.

  • Exercícios de movimentos bucais, sucção, lombar, mastigar (mais tarde, quando
    se dão alimentos sólidos) e igualmente fazer brincadeiras com
    sopro.

  • Ensinar a apalpar, mexendo em vários objectos com a mão (ao principio será
    conduzida).

  • Exercícios para a movimentação das mãos, com estimulação para agarrar, dar
    a mão, bater palmas, dizer adeus, bater à porta, atirar uma bola,
    fazer construções, chapinhar, atirar com coisas, fazer
    brincadeiras simples com os dedos, etc.

  • Educação para a movimentação do corpo levando os movimentos espontâneos a
    adaptarem-se a um dado ritmo com uma pandeireta cantando; rastejar,
    rebolar-se, endireitar-se, pôr-se em pé, andar de mão dada. A
    articulação da criança através dos exercícios de “ginástica”
    rítmica tem uma importância muito especial.

  • Preparar a capacidade de comunicação da criança chamando-a pelo seu nome
    próprio, dizendo-lhe palavras ternas, dizendo o nome das pessoas e
    coisas e falando-lhe incansavelmente durante todas as actividades.

  • Estímulo para fazer ritmos: em conjunto e para cantar sons e melodias.
    “Ensinar” a criança progressivamente a empregar palavras
    determinadas para exprimir os seus desejos, ao pedir determinado
    objecto, repetindo incansavelmente as palavras e tendo as reacções
    apropriadas.

  • Habituar a criança a pouco e pouco a beber pelo seu copo e a comer com a
    colher.

  • Habituar a criança a ter um determinado ritmo de vida.

  • Fazer surgir e aprofundar estímulos emocionais, como alegria, confiança,
    bem-estar, etc. dando à criança possibilidade de fazer
    experiências, exteriorizando sentimentos, deixando-a participar e
    aprovando os seus esforços.

  • Tudo o que se faça terá sempre que ser adaptado à maneira de ser da
    criança.

  • Mostrar à criança como se faz, fazê-la colaborar e estimular a sua
    participação e iniciativa.

  • Todas as capacidades adquiridas devem ser incansavelmente exercitadas e
    repetidas. Tudo o que queremos “ensinar” de novo deverá ser
    incorporado somente através de pequenos passos.

  • Todas as “ordens” que se dão, bem como os estímulos de aprendizagem
    deverão ser simples, calmos mas enérgicos.

  • É muito importante que a criança conheça e brinque com objectos que
    há em todas as casas (tigelas, colheres de pau, molas de roupa,
    botões, papéis, etc.).

  • Além disto são necessários materiais como bolas, argolas para morder,
    bonecos de pano laváveis, cestinhos, bolsas, livros de imagens e
    mais da vida de todos os dias. (autora: Raquel Martins)

tirada do: http://educacaodeinfancia.com/category/creche/


quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Projeto Consciência negra...

Professoras Débora e Leila






Professora Marina











Leila e Marcela
Débora, Ana e Leila
Ana e Valéria

Mural do infantil 1-Turma II Andréia,elisângela,Leandra

"Educação não tem Cor"

Introdução

A criação desta data foi importante, pois serve como um momento de conscientização e reflexão sobre a importancia da cultura e do povo africano na formação da cultura Nacional. Os negros africanos colaboraram muito, durante nossa história, nos aspectos políticos, sociais, gastronômicos e religiosos de nosso país. É um dia que devemos comemorar nas escolas, nos espaços culturais valorizando a cultura- afro brasileira.

Justificativa
A criança tem direito de ser amada, respeitada e acima de tudo valorizada. Ela passa a maior parte do tempo na escola, que por sua vez desempenha sua função social proporciando-lhe um ambiente feliz , acolhedor e amável.

Objetivos
Trabalhar a questão da discriminação social(fazendo com que as crianças se relacionem com todos sem discriminação);
valorizar a criança;
trabalhar a autoestima;
proporcionar jogos e brincadeiras;
desenvolver a criatividade, a percepção auditiva e o ritmo.

Desenvolvimento
música, dança, colagem, fantoche e murais.

Culminância
Realização de exposição com apresentação de danças, histórias, murais com a participação de toda comunidade.

" Ninguém nasce odiando outra pessoa pela cor de sua pele, por sua origem ou ainda por sua religião. Para odiar, as pessoas precisam aprender; e, se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar". ( Nelson Mandela)

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Dia do Supervisor Escolar 22 08 10

FEIRA DA CULTURA


Folclore
Professora Leila de "borboleta"





RECEITA DA GALINHA RUIVA

BOLO 5 COPOS (hum....que delícia)

01 copo de fubá
01 copo de farinha de trigo
01 copo de óleo
01 copo de leite
01 copo de açucar
uma colher de royal
04 ovos



João Bolinha

sábado, 9 de outubro de 2010

O Direito das Crianças (Ruth Rocha)

Toda criança no mundo
Deve ser bem protegida
Contra os rigores do tempo
Contra os rigores da vida.
Criança tem que ter nome
Criança tem que ter lar
Ter saúde e não ter fome
Ter segurança e estudar.
Não é questão de querer
Nem questão de concordar
Os diretos das crianças
Todos tem de respeitar.
Tem direito à atenção
Direito de não ter medos
Direito a livros e a pão
Direito de ter brinquedos.
Mas criança também tem
O direito de sorrir.
Correr na beira do mar,
Ter lápis de colorir...
Ver uma estrela cadente,
Filme que tenha robô,
Ganhar um lindo presente,
Ouvir histórias do avô.
Descer do escorregador,
Fazer bolha de sabão,
Sorvete, se faz calor,
Brincar de adivinhação.
Morango com chantilly,
Ver mágico de cartola,
O canto do bem-te-vi
Bola, bola,bola, bola!
Lamber fundo da panela
Ser tratada com afeição
Ser alegre e tagarela
Poder também dizer não!
Carrinho, jogos, bonecas,
Montar um jogo de armar,
Amarelinha, petecas,
E uma corda de pular.
Um passeio de canoa,
Pão lambuzado de mel,
Ficar um pouquinho à toa...
Contar estrelas no céu...
Ficar lendo revistinha,
Um amigo inteligente,
Pipa na ponta da linha,
Um bom dum cachorro-quente.
Festejar o aniversário,
Com bala, bolo e balão!
Brincar com muitos amigos,
Dar pulos no colchão.
Livros com muita figura,
Fazer viagem de trem,
Um pouquinho de aventura...
Alguém para querer bem...
Festinha de São João,
Com fogueira e com bombinha,
Pé-de-moleque e rojão,
Com quadrilha e bandeirinha.
Andar debaixo da chuva,
Ouvir música e dançar.
Ver carreiro de saúva,
Sentir o cheiro do mar.
Pisar descalça no barro,
Comer frutas no pomar,
Ver casa de joão-de-barro,
Noite de muito luar.
Ter tempo pra fazer nada,
Ter quem penteie os cabelos,
Ficar um tempo calada...
Falar pelos cotovelos.
E quando a noite chegar,
Um bom banho, bem quentinho,
Sensação de bem-estar...
De preferência um colinho.
Embora eu não seja rei,
Decreto, neste país,
Que toda, toda criança
Tem direito de ser feliz!
E quando a noite chegar,
Um bom banho,
bem quentinho,
Sensação de bem-estar...
De preferência um colinho.
Uma caminha macia,
Uma canção de ninar,
Uma história bem bonita,
Então, dormir e sonhar...
Embora eu não seja rei,
Decreto, neste país,
Que toda, toda criança
Tem direito a ser feliz!

Projeto Dia da Criança " O mundo mágico do Circo"

"Ser criança é acreditar que tudo é possível.
É ser inesquecivelmente feliz com muito pouco.
É se tornar gigante diante de gigantescos pequenos obstáculos.
Ser criança é fazer amigos antes mesmo de saber o nome deles.
É conseguir perdoar muito mais fácil do que brigar.
Ser criança é ter o dia mais feliz da vida, todos os dias.
Ser criança é o que a gente nunca deveria deixar de ser."
(Gilberto dos Reis)



Entrada da Creche






"Nosso hall "



Professora Andréia "pronta"
para contar historinhas



"Nós que fizemos"
A equipe trabalhando com prazer e amor .


“O que une uma equipe é quando um cobre as fraquezas do outro.” Phil Jackson – treinador de basquete da era de ouro do Chigago Bulls de Michael Jordan e atual técnico do Los Angeles Lakers



“Unir-se é um bom começo, manter a união é um progresso, e trabalhar em conjunto é a vitória.” Henry Ford


"A criança tem o direito de ser feliz, de ser valorizada, respeitada e amada. Ela passa a maior parte do tempo na escola, que por sua vez desempenha sua função social proporcionando à criança um ambiente feliz, acolhedor e amável".







Caixinha "surpresa" (cheinha de guloseimas )feita com garrafa pet
(compromisso com o meio ambiente desde cedo).
Este palhacinho não ficou uma gracinha?



Caixas "surpresa",gravatinhas de palhaço, arquinhos,
cartão, touquinhas de palhaço, bolinhas cornetas...
Detalhe, todas as crianças sairam de gravatinhas ou arquinhos.
Lindo de viver!!!




PARABENS EQUIPE CMST
O sucesso foi consequência da união, do esforço,
da criatividade e acima de tudo
na vontade de dar certo,
de fazer "nossas crianças" mais felizes.

Aproveitamos e agradecemos TODOS que direta
ou indiretamente contribuiram para o sucesso deste evento.